Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Quarentena Alvinegra: Botafogo transforma Furacão em ventania em 2006

0 comentários

Blog do Mansell

Blog do Mansell

Compartilhe

Lima em Athletico-PR x Botafogo | Campeonato Brasileiro 2006
Reprodução/Youtube

O Quarentena Alvinegra de hoje volta ao ano de 2006. O Botafogo estava fazendo uma campanha de recuperação no Campeonato Brasileiro com a chegada de Cuca. Todavia, o futebol bonito, que mais tarde seria chamado de Carrossel, começava a dar seus primeiros sinais de vida. Cuca ainda buscava a melhor formação quando o Glorioso visitou o Atlético-PR (na época não era chamado de Athletico), na Arena da Baixada, em Curitiba (PR). Entretanto, o treinador  já dava sinais de que conseguiria achar esta formação. Resultado: um show alvinegro com direito a uma sonora goleada: 5 a 0.

O Atlético-PR era muito forte em casa. Justamente por isso se esperava um triunfo paranaense. Entretanto, naquele dia essa força não se fez presente. O time, dirigido por Vadão, contava com o volante Alan Bahia e com o atacante Denis Marques. Mas o Botafogo de Cuca apresentou um futebol muito atraente. Os laterais Ruy e Junior César encostavam com facilidade no trio da frente, que estava impossível. Aliás,  Zé Roberto, Lima e Reinaldo foram um verdadeiro pesadelo para a defesa do Furacão.

Goleada foi construída no primeiro tempo

A primeira etapa marcou o show botafoguense. E que show. O primeiro gol foi aos 23 minutos, com Lima, de cabeça, aproveitando rebote do goleiro Cléber após cobrança de falta de Juninho. Reinaldo marcou os dois gols seguintes. O primeiro em um chute perfeito. O segundo, em cabeçada conseguida no meio da zaga do Atlético, que estava tonta naquele momento. Mas ainda tinha mais. Antes do intervalo Zé Roberto aproveitou bela jogada botafoguense para colocar a bola entre as pernas do arqueiro rival. Também foi um golaço.

O Botafogo tirou o pé no segundo tempo. Afinal de contas, o Atlético já estava morto. Entretanto, ainda tinha emoção. O último gol aconteceu no fim, aos 45 minutos. Ruy fez boa jogada individual e chutou na trave. Lima, no rebote, fez o gol.

Goleada ficou marcada por muitos anos

A goleada botafoguense foi marcante. Além disso, sua importância pode ser sentida por um fato relevante. Após este jogo, o Botafogo só voltou a fazer cinco gols como visitante fora de casa no Campeonato Brasileiro em 2018, quando derrotou o Vitória por 5 a 3 na Bahia. Assim, fica visível a importância daquela vitória.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-PR 0 X 5 BOTAFOGO

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 6 de setembro de 2006 (Domingo)
Árbitro: Giulliano Bozzano (DF)
Cartões amarelos: João Leonardo e Cristian (Atlético) e Reinaldo, Diguinho e Asprilla (Botafogo)
Cartão vermelho: Cristian (Atlético-PR)
Gols:
BOTAFOGO: Lima aos 23, Reinaldo aos 38 e aos 42 e Zé Roberto aos 44 minutos do 1º Tempo e Lima aos 45 minutos do 2º Tempo

ATLÉTICO-PR: Cléber, André Rocha (Erandir), Danilo, João Leonardo e Ivan; Marcelo Silva, Alan Bahia (Fabrício), Cristian e Ferreira; Dênis Marques e Marcos Aurélio (Willian). Técnico: Oswaldo Alvarez

BOTAFOGO: Lopes, Rafael Marques, Juninho e Asprilla (Felipe Saad); Ruy, Diguinho (Ataliba), Claiton, Zé Roberto e Junior César; Lima e Reinaldo (Wando). Técnico: Cuca

Notícias relacionadas
Comentários