Ufa… Botafogo e Erison não querem mudar a regra do impedimento

45 comentários

Blog do Mansell

Blog do Mansell

Compartilhe

Ufa… Botafogo e Erison não querem mudar a regra do impedimento
Reprodução/Premiere

Nada como uma semana após a outra. Há pouco mais de sete dias o Brasil viu se iniciar uma ampla discussão sobre a mudança na regra do impedimento. Mesmo com o atacante estando em condição irregular a imprensa, em sua maioria, partiu para o ataque contra o VAR. Foi o que vimos após o gol de Gabigol ser anulado na derrota de 1 a 0 do Flamengo para o Botafogo. Confesso que depois que vi anularem o gol de Erison contra o Fortaleza esperei presenciar uma discussão sem fim.

Comprei pipoca e comecei uma maratona de resenhas e debates esportivos esperando as cobranças contra o VAR. Nunca fui muito simpático a ele da maneira como é usado aqui. Tinha certeza que alguém pegaria um frame mostrando que o gol de Erison foi legal. Acreditei que a polêmica sobre acabar com o VAR quando o assunto é impedimento iria dominar o noticiário esportivo. Mas não se falou nisso.

Comecei a tentar entender o que mudou. Os especialistas em arbitragem que quase gritaram contra o uso da tecnologia, disseram que o gol do Botafogo foi bem anulado porque “Erison estava ligeiramente adiantado“. Questão de bom senso? Infelizmente o bom senso no Brasil tem cor de camisa.

Imagina se o gol anulado tivesse sido no Ceará…

Erison em ação pelo Botafogo. Mas sem querer mudar a regra do impedimento Foto: Vitor Silva/Botafogo

Poderia ter ficado chateado. Mas até respirei aliviado. Imaginei como seriam os mesmos programas se Gabigol tivesse feito um gol anulado contra o Ceará. Aí comemorei que isso não aconteceu. Ia ser chato demais discutir a semana toda a linha do impedimento, o frame escolhido e por aí vai. Bem melhor cravar que Erison estava “ligeiramente adiantado”.

Assim de forma ligeira desliguei a TV. Mas sem acreditar que a polêmica acabou. E para quem duvida, vou terminar como comecei: Nada como uma semana após a outra. Esperem o próximo gol anulado de quem não pode ter gol anulado e a discussão volta com força. E sobre o gol do Erison, se a linha do impedimento acusou, tem que ser anulado mesmo. Assim é a tecnologia.

Notícias relacionadas