Um turno depois… O que mudou no Botafogo desde a estreia no Brasileiro

46 comentários

Blog do Mansell

Blog do Mansell

Compartilhe

Um turno depois… O que mudou no Botafogo desde a estreia no Brasileiro
Vitor Silva/Botafogo

O Botafogo estreou no Campeonato Brasileiro contra o Corinthians, no Niltão lotado. O primeiro jogo com reforços e sob o clima de empresa era cercado de expectativa. Mas a derrota por 3 a 1 não correspondeu ao que todos queriam ver. Entretanto, entendendo o momento, os torcedores apoiaram até o fim. Muita coisa mudou até aqui, semana em que o time vai estrear contra o mesmo Corinthians no segundo turno.

MAIS! Outros donos fazem Botafogo entrar em momento delicado da janela

Naquele jogo o Botafogo entrou em campo com Gatito Fernández, Saravia (Daniel Borges), Philipe Sampaio, Kanu e Jonathan Silva (Hugo); Patrick de Paula, Luís Oyama (Del Piage), Lucas Piazon (Diego Gonçalves) e Chay; Victor Sá e Erison (Matheus Nascimento).

MAIS! Botafogo e o bilhete de loteria premiado

A decisão de Luís Castro, que ainda não tinha conseguido visto para dirigir o time da beira do campo, de usar de uma só vez todos os reforços teve um preço alto. O Glorioso foi para o intervalo perdendo por 3 a 0. Com a entrada daqueles que estavam acostumados ao time houve uma melhora, mas não o suficiente para a reação.

Defesa ganhou opções na zaga

Jonathan foi o pior contra o Corinthians. Assim foi embora. Mas veio um melhor Foto: Vitor Silva/Botafogo.

MAIS! Corrida contra o tempo? Botafogo age com plano B na janela

Em relação ao time da estreia, Jonathan Silva, pior em campo, não está mais no elenco. Hoje Marçal controlou o setor. A defesa apresentou novas possibilidades com Lucas Mezenga, Victor Cuesta e Joel Carli. Kanu virou reserva no fim de semana, diante do Athletico Paranaense, por conta do baixo nível de suas últimas atuações. Sampaio segue sendo uma opção. Mas Gatito continua sem uma sombra no gol e Saravia e Daniel Borges se revezam na lateral direita.

MAIS! Imagina quando o Lucas Fernandes tiver alguém para dialogar

A volta de Rafael pode representar mais uma opção na lateral direita. Mas ainda é uma incerteza. Enquanto isso o torcedor aguarda ansioso um reserva de qualidade para Gatito. Entretanto ele deve vir na janela. Assim a torcida espera.

Ataque anima bem mais do que antes

Erison continua uma boa referência no ataque. Mas tem outras boas notícias Foto: Vitor Silva/Botafogo.

A expectativa em torno de Patrick de Paula virou frustração. Mas ainda existe a esperança de que ele encontre o rumo em algum momento. Piazon continua tentando acertar, com lentos progressos, e Chay se despediu. Tchê Tchê vem se encontrando. Mas Lucas Fernandes se tornou uma grata surpresa. Assumiu seu posto e tudo indica que vai dialogar bem com Eduardo, que ainda não teve tempo de mostrar tudo que sabe. Mas que deu sinais de que será muito útil.

MAIS! Botafogo tenta agilizar chegada de reforços

No ataque os progressos. A lesão de Victor Sá, uma boa contratação, fez Jeffinho entrar em cena. Tudo indica que vem um baita jogador por aí. Além disso Erison continua sendo o oportunista de sempre. Mas o setor ainda vai progredir com Luís Henrique e outros reforços.

MAIS! Os motivos para acreditar que o Botafogo será melhor no segundo turno

A estreia contra o Corinthians não teve o resultado desejado. Mas um turno depois o torcedor vê um elenco mais qualificado do que iniciou aa competição e que ganhará ainda mais reforços. Assim a evolução existe e deve ser ainda maior no returno.

Notícias relacionadas