Marlon Freitas vai esquentar disputa no meio-campo do Botafogo

26 comentários

Blog do Mansell

Blog do Mansell

Compartilhe

Marlon Freitas vai esquentar disputa no meio-campo do Botafogo
Vitor Silva/Botafogo

O Botafogo finalmente apresentou Marlon Freitas. Finalmente não pelo atraso, mas porque já era um reforço certo. O primeiro para 2023. Um nome que pode agregar muito ao atual elenco botafoguense. Chega com perfil de brigar pela condição de titular. Aliás, vai esquentar essa disputa. Assim o torcedor espera para 2023.

Muito se falou na liderança do jogadopr. Mas isso só vai ter algum apelo se ele render bem em termos de futebol. E ele tem condições de desempenhar um bom papel. Marlon Freitas tem a versatilidade como a principal qualidade. O jogador não tem medo de fazer todos os setores do meio. Não tem medo de improvisação. Além disso tem condições de chegar na frente para concluir.

MAIS! Carlos Alberto e Jeffinho podem tornar ‘insuportável’ o ataque do Botafogo

Hoje o Botafogo larga o ano, se levarmos em conta como terminou, com Tchê Tchê e Lucas Fernandes como titulares. Patrick de Paula, pelo investimento e pelo que se espera, vai ter que brigar pelo seu espaço. Como escrevi anteriormente, Danilo Barbosa tem tudo para fazer um bom ano. É diante deste cenário que Marlon Freitas pode fazer pegar fogo a disputa pela condição de titular.

MAIS! Chance do Botafogo acertar com ‘Neymar de Toulouse’ é mínima

Luís Castro terá bons problemas

Kayque faz atividade com bola no Botafogo em outubro de 2022
Kayque trabalha para voltar ao Botafogo

Podemos ainda esperar mais problemas, bons problemas no setor, para Luís Castro se Kayque retornar em abril com um nível semelhante ao de antes da lesão. Se há um setor que o Botafogo não precisa se preocupar é com as primeiras funções do meio. Por isso que a presença de Marlon Freitas pode colocar ainda mais fogo na briga pela condição de titular.

MAIS! Vontade de González pode pesar em acerto com o Botafogo

Se existe boa cobertura no setor, é preciso voltar as baterias para outras posições. É importante fechar reforços para outros setores, com equilíbrio e eficiência. Mas uma coisa de cada vez, já que não há motivos para desespero.

Notícias relacionadas