O período de negociar a renovação de contrato dos jogadores do Botafogo com vínculo somente até o fim do ano está chegando. Afinal de contas, a partir de segunda-feira eles ficam livres para assinarem um pré-contrato com outro clube. Um raio x está sendo montado pelo departamento de futebol em conjunto com o setor de inteligência do clube e a presidência. As prioridades são manter o goleiro Diego Cavalieri e o atacante Rodrigo Pimpão.

Rodrigo Pimpão é tido pela diretoria como um jogador muito importante dentro do gupo. Além disso, é tratado como uma peça de reposição em condições de entrar no time sem fazer o nível cair. Será o primeiro da lista a ser procurado.

Diego Cavalieri tem impressionado pela maneira como vem se dedicando ao clube. O goleiro é sempre um dos primeiros a chegar aos treinos e um dos últimos a ir embora. Com Gatito Fernández cada vez mais valorizado, o ex-tricolor deve receber em breve uma proposta para permanecer.

Gilson e Alan Santos estão sendo avaliados

Alan Santos jogou muito pouco este ano, mas agradou, principalmente, pela maneira como se comportou na vitória de 1 a 0 sobre o Vasco pelo Campeonato Brasileiro. Porém, precisará de mais sequência para receber uma proposta de renovação.

Gilson é outro que está tendo o caso analisado. O jogador parece ter recuperado um espaço no elenco, na visão da diretoria. Porém, ainda não foi o suficiente para ser mantido.

Alguns jovens da base também tem vínculo chegando ao fim. Porém, todos eles terão seis meses considerados fundamentais para mostrarem que merecem uma chance a mais. Casos de Victor Lindenberg, Yuri, Pachu, Lucas Campos e Renan Gorne.

Vale lembrar que alguns atletas estão cedidos por empréstimo e a permanência não depende do Botafogo. Um exemplo é o atacante Erik, cedido pelo Palmeiras.

LEIA TAMBÉM:

Biro Biro não é unanimidade no Botafogo. Alan Ruiz é oferecido
Saída de Ferrareis abre espaço para volta de Marcos Vinicius ao Botafogo
30 anos do fim do jejum: Espinosa sabia que o Botafogo só seria campeão se fosse invicto
30 anos do fim do jejum: a campanha, o elenco e curiosidades do título
30 anos do fim do jejum: Mauro Galvão destaca força mental do Botafogo
30 anos do fim do jejum: Luisinho se negou a deixar o Botafogo até ser campeão
30 anos do fim do jejum: Emil Pinheiro montou o Botafogo campeão de 1989
30 anos do fim do jejum: Botafogo promove festa nesta sexta
Mercado da bola me faz lembrar de Emil Pinheiro
Moreira Salles no Botafogo: clube já viveu épocas douradas