O Botafogo esteve sempre perto da derrota para o Ceará na noite deste sábado, em Fortaleza. Porém, deixou a Arena Castelão com um pontinho, algo que não chega a ser ruim em termos de tabela de classificação. O time chega a 27 pontos e termina o primeiro turno com a sensação de que não vai passar sufoco na luta contra o rebaixamento. Além disso, por conta dessa soma de pontos, pode inclusive falar em Copa Libertadores. Mais ainda se tivermos um G-7 ou até mesmo um G-8.

LEIA TAMBÉM:

Será que só o Botafogo tem problema? PC Caju está certo!
Botafogo pode repetir com Pottker e Neilton o mesmo erro do Caso Nicolás Blandi
E o Vinícius Tanque virou esperança no Botafogo. Parei!
Barroca e seu ‘maravilhoso mundo do Botafogo’ só atrapalham
Cruzamento de Gilson é o reflexo do que foi o Botafogo contra a Chapecoense

Mas para brigar pela Copa Libertadores vai precisar jogar muito mais do que jogou contra o Ceará. O time de Eduardo Barroca foi covarde no Nordeste. Por vários momentos do jogo marcou com os 11 jogadores atrás da linha da bola. Pior ainda porque não conseguiu ganhar boa parte dos rebotes.

Dupla de zaga foi o ponto positivo

O ponto positivo, mais uma vez, foi a atuação de sua dupla de zaga, dessa vez composta por Marcelo Benevenuto e Gabriel. Os dois zagueiros ganharam quase todas as bolas que disputaram. Quando isso não aconteceu, Gatito Fernández mostrou a sua tradicional segurança.

Diego Souza mais uma vez não conseguiu prender as poucas bolas que chegaram ao ataque. O meio-de-campo funcionou apenas quando era preciso marcar. Luiz Fernando, por exemplo, foi uma negação em um jogo que se esperava dele a saída rápida para os contra-ataques. Leonardo Valencia entrou no segundo tempo para melhorar a criatividade. Não conseguiu.

O Botafogo sai do Ceará com um pontinho importante. Mas é preciso progredir muito e ser menos covarde contra alguns adversários, mesmo fora de casa.

LEIA TAMBÉM:

Venda de Jonathan é reflexo da péssima gestão de Nelson Mufarrej
Preocupação de ilustres é manter Botafogo longe do risco de rebaixamento
Botafogo se junta a influenciadores digitais para fortalecer sócio-torcedor
Botafogo: falta de negociações na janela gera desespero
No Botafogo de Mufarrej até o certo é feito de forma errada
Mendonça deveria servir de exemplo para Mufarrej
Moreira Salles no Botafogo: clube já viveu épocas douradas