Vinícius Tanque virou a esperança do Botafogo no Campeonato Brasileiro. Pelo menos é isso que eu entendi ao vê-lo entrar em campo no segundo tempo da derrota de 3 a 2 para o Internacional. Neste exato momento tive a certeza absoluta que o Botafogo está parado. O clube espera os Moreira Salles, os investidores, o senhor presidente Nelson Mufarrej acordar do sono profundo, enfim, espera, espera, espera. Mas se esquece que até o fim do ano, para se ter um 2020 melhor, precisa pelo menos se manter na Primeira Divisão.

Vinícius Tanque, com todo respeito ao jogador, não é solução. Rodou vários clubes por empréstimo, nunca se firmou no Glorioso e entrou em campo no sábado nitidamente porque não há outra opção. Os dirigentes já sabem que não é ele a solução.

Falta ousadia ao Botafogo de Mufarrej

Vejo outros clubes em situação financeira também complicada, porém sem nenhuma perspectiva financeira no horizonte, algo que hoje o Botafogo tem, se mexendo para reforçar o elenco. O Botafogo, por sua vez, perdeu Erik, Jonathan, sequer conseguiu escalar o Biro-Biro e mesmo assim não se mexe. Precisa ousadia. Não falo de irresponsabilidade. Falo de ousadia, de inteligência para ir ao mercado. Ousadia, palavra que parece definitivamente não combinar com Mufarrej.

A derrota para o Internacional só não fez diminuir a distância para quem está brigando na zona de rebaixamento porque tem muito time ruim. Ainda existe uma gordura, mas não se pode esperar a água bater no nariz para começar a nadar. E é justamente este sentimento que o Botafogo transmite hoje. Várias pessoas importantes na história do clube e investidores buscando soluções de olho em 2020, porém, quem está no clube parece não se mexer esperando que o pior não aconteça. Que Deus proteja o Botafogo!

LEIA TAMBÉM:

Barroca e seu ‘maravilhoso mundo do Botafogo’ só atrapalham
Cruzamento de Gilson é o reflexo do que foi o Botafogo contra a Chapecoense
Gatito Fernández: repercussão do caso Jonathan e chegada dos Moreira Salles inibem Botafogo
Venda de Jonathan é reflexo da péssima gestão de Nelson Mufarrej
Preocupação de ilustres é manter Botafogo longe do risco de rebaixamento
Botafogo se junta a influenciadores digitais para fortalecer sócio-torcedor
Botafogo é um herói no Campeonato Brasileiro
Botafogo: falta de negociações na janela gera desespero
No Botafogo de Mufarrej até o certo é feito de forma errada
Mendonça deveria servir de exemplo para Mufarrej
Até que ponto o elenco do Botafogo está certo no protesto contra o atraso nos salários?
Renovações de contratos: Botafogo prioriza Pimpão e Cavalieri. Gilson e Alan Santos em análise
Moreira Salles no Botafogo: clube já viveu épocas douradas