O Botafogo precisa se impor contra a Chapecoense na próxima quinta-feira. O exemplo foi a maneira como o time se comportou diante do Flamengo no último sábado. O Alvinegro mostrou poder de superação, um jogo eficiente, mas, principalmente, não respeitou o adversário. E não vai nenhum efeito de provocação nisso. Apenas a constatação de que um time que tecnicamente tem valores inferiores ao do rival, dominou o duelo justamente porque acreditou que poderia ter o controle das ações.

Na próxima quinta-feira a postura tem que ser a mesma. Apesar de atuar fora de casa o Botafogo precisa colocar na cabeça que pode controlar o jogo no interior de Santa Catarina e retornar de lá com um resultado que praticamente afastaria qualquer possibilidade de queda.

Desgaste precisa ser superado

A viagem realmente é muito desgastante. Poucas cidades exigem tanto para ser conhecida como Chapecó. Imaginem então quem vai viajar precisando, pouco depois de chegar, correr noventa minutos. Mas isso tem que ser minimizado quando falamos de um jogo em reta final.

Outro fator que pode ajudar neste sentido é que o Botafogo jogou no sábado e teve dois dias a mais de descanso. A Chapecoense joga nesta noite de segunda-feira e vai voltar para casa somente na terça-feira, dois dias antes do jogo.

Permanecer na elite do futebol nacional é algo muito pequeno para um clube da grandeza do Botafogo. Mas é o primeiro objetivo possível de se buscar no momento. Ganhando em Santa Catarina, dependendo do desfecho da rodada, é possível até pensar um pouco mais alto. Mas uma coisa de cada vez.

LEIA TAMBÉM:
CEP ou Mufarrej? deixo a escolha para depois
Vamos falar de arbitragem?
O preço da indefinição: Botafogo já compromete 2019
Botafogo pode precisar repetir 2012
Botafogo: Faltam quatro pontos e o Paraná
Botafogo x Roger: Atacante perdeu chance de ficar calado
Botafogo não pode ceder Caio Alexandre de graça