O Botafogo se apressou a negar que tenha a intenção de negociar o goleiro Gatito Fernández. Usou as suas redes sociais para isso depois de algumas informações darem conta de que o arqueiro tinha uma proposta do futebol italiano. Sabemos que no futebol as coisas mudam de minuto a minuto, porém, hoje a diretoria fará o impossível para não vender o destaque do Paraguai na Copa América.

A falta de interesse em negociar Gatito não se deve ao bom senso da gestão Nelson Mufarrej, já que a mesma não costuma fazer uso de bom senso. Mas se deve a dois fatores externos: a proximidade da chegada dos Moreira Salles e a repercussão negativa da transação que levou o lateral-esquerdo Jonathan ao Almería da Espanha em troca de uma paçoca e duas mariolas. Isso sem falar em alguns ilustres e conselheiros que logo entraram em contato com os dirigentes para pressionar para que Gatito não seja negociado. Gente que hoje bota dinheiro no clube, empolgada com a possibilidade de um comando mais profissional a partir de 2020.

Mufarrej tem ‘pisado em ovos’

A pressão da torcida no caso de uma negociação envolvendo Gatito já existia antes mesmo do caso Jonathan. Durante a Copa América cheguei a questionar um membro da diretoria sobre o tema. A resposta foi bem clara: “Já existiram sondagens, mas valores abaixo do esperado. Gatito só sai por uma proposta irrecusável. Senão não vai dar para segurar as críticas”.

Além da pressão da torcida, Mufarrej tem pisado em ovos para evitar que algum fato forte afaste os Moreira Salles do clube. Isso tornaria a permanência do mandatário à frente do cargo impossível. Nas entrevistas o presidente tem procurado deixar claro que até aceitar deixar o posto se vier alguém para salvar o clube e auxiliar a chegada dos irmãos.

O Botafogo não teve o sucesso esperado com a janela. O clube esperava algo bom em relação a Alex Santana ou Luiz Fernando. Porém isso não se concretizou. Agora, é buscar a receita de outras formas.

LEIA TAMBÉM:

Venda de Jonathan é reflexo da péssima gestão de Nelson Mufarrej
Preocupação de ilustres é manter Botafogo longe do risco de rebaixamento
Botafogo se junta a influenciadores digitais para fortalecer sócio-torcedor
Botafogo é um herói no Campeonato Brasileiro
Botafogo: falta de negociações na janela gera desespero
No Botafogo de Mufarrej até o certo é feito de forma errada
Mendonça deveria servir de exemplo para Mufarrej
Até que ponto o elenco do Botafogo está certo no protesto contra o atraso nos salários?
Renovações de contratos: Botafogo prioriza Pimpão e Cavalieri. Gilson e Alan Santos em análise
Moreira Salles no Botafogo: clube já viveu épocas douradas