Não tenho dúvidas de que Leonardo Valencia ainda tem muito a dar ao Botafogo. O chileno, que chegou ao clube no ano passado e não conseguiu se firmar, este ano tem sido mais efetivo. Porém, ainda não é o jogador contratado por ter feito bons jogos com a seleção do Chile. O gol anotado diante do Flamengo, um golaço diga-se de passagem, anima muito para o que está por vir. Este é o momento dele realmente dizer a que veio.

Nas entrevistas após o jogo Valencia disse que pretende deixar seu nome na história do clube e voltar a defender o Chile. Ele tem bola para isso. É um jogador habilidoso, tem uma bola parada que normalmente gera muito perigo, mas tem dois defeitos a serem corrigidos.

O primeiro defeito, o mais visível, é a precipitação. Em alguns lances ele tenta o mais complicado e não o caminho mais fácil. Ou abusa do individualismo. Um problema comum a jogadores habilidosos. Porém, o caminho para ser craque é justamente aproveitar bem a hora da decisão. O grande exemplo para mim neste aspecto é Cristiano Ronaldo, que busca sempre ser funcional para os times que defende. Logicamente que não vai nenhuma comparação nisso aí.

Valencia precisa ser mais efetivo no Botafogo

O outro defeito que Leonardo Valencia precisa corrigir diz respeito aos momentos em que ele parece desligado em campo. O chileno é por onde passam as bolas no meio-de-campo do Glorioso e sem ele, o poder de criação cai consideravelmente e por isso mesmo é fundamental ser mais efetivo.

O jogo contra a Chapecoense promete ser pegado e mais do que nunca será importante criar para sair da mesmice. Mais uma prova de fogo para Valencia e espero que ele jogue pelo Botafogo, pelo filho e de olho na seleção chilena. A torcida espera!

LEIA TAMBÉM:
CEP ou Mufarrej? deixo a escolha para depois
Vamos falar de arbitragem?
O preço da indefinição: Botafogo já compromete 2019
Botafogo pode precisar repetir 2012
Botafogo: Faltam quatro pontos e o Paraná
Botafogo x Roger: Atacante perdeu chance de ficar calado
Botafogo não pode ceder Caio Alexandre de graça
Botafogo precisa se impor contra a Chapecoense