O Botafogo e o Corinthians estão negociando uma troca. Caio Alexandre por Jean e Moisés. Em uma linguagem simples, o Alvinegro trocará um promissor jovem de suas categorias de base por dois jogadores experientes e que encontraram dificuldades para se firmarem nos clubes por onde passaram, inclusive o próprio Timão. Não precisa ser muito inteligente para chegar à conclusão de que a transação não parece boa para os botafoguenses.

Vão existir argumentos que defendam a troca. Há quem falará: Mas você viu o Caio Alexandre jogar uma grande partida? Outros apelarão para a tese de que o Botafogo manterá parte dos direitos federativos de olho em futuras transações. Por fim alguns falarão que ele tende a se valorizar mais no Corinthians. Esta última frase me recuso a comentar pois só poderia partir de botafoguenses que preferem ignorar a grandeza do clube e se conformar com o que vem acontecendo nos últimos anos em General Severiano. Para se manter grande, é preciso pensar maior ainda.

Botafogo deve valorizar seus jovens

Sobre direitos federativos: apenas se o Botafogo mantivesse no mínimo 50%, o que o Corinthians jamais aceitaria, haja vista que nos últimos anos o Botafogo se acostumou a ceder seus atletas a preço de banana em promoção. Já sobre Caio Alexandre não ter brilhado pelo clube, basta ver que ele não teve oportunidades reais para isso. É uma joia que pode render muito ou fracassar, porém, é a típica aposta que um clube como o Botafogo, por sua grandeza, deve fazer.

A atual diretoria, se realmente quiser fazer o Botafogo voltar ao patamar que ele nunca deveria ter saído, de brigar por grandes títulos e formar grandes elencos, precisa respeitar antes de tudo os talentos produzidos em General Severiano. Nem tudo que vem da base é ouro. Porém, um diamante não é conquista da noite para o dia.

LEIA TAMBÉM:
Botafogo não pode ceder Caio Alexandre de graça
Moreira Salles no Botafogo: clube já viveu épocas douradas
Quem deve ficar no Botafogo em 2019?
O Botafogo e o que representou Jefferson
Botafogo prova que salário atrasado é o pior inimigo
Botafogo e o balanço do elenco de 2018
Categorias de base: o Botafogo tem o que aproveitar
Irmãos Moreira Salles em General: Esse é o Botafogo que eu conheço
Botafogo precisa de um nome de peso para o ataque
Novo modelo de gestão é para ontem
Tréllez no Botafogo seria uma boa opção
Diego Cavalieri no Botafogo: depende das condições…