A notícia de que clubes italianos, inclusive o Milan, estariam dispostos a investir em Luiz Fernando coloca a diretoria do Botafogo diante de um dilema já esperado: negociar atletas por um preço abaixo do que realmente valem ou segurar o negócio em um cenário onde honrar os compromissos é tarefa cada vez mais árdua. Recentemente o Alvinegro recebeu uma proposta de fora por Gatito Fernández. Mas resolveu segurar o paraguaio por entender que uma saída dele naquele momento poderia gerar enorme insatisfação com a torcida, principalmente por que os valores apresentados estavam longe de agradar. O time tinha sido eliminado pelo Juventude da Copa do Brasil.

A decisão de manter Gatito fez a diretoria analisar e se reunir para tratar a maneira como abordar casos semelhantes, já esperados na abertura da janela internacional do meio do ano. Luiz Fernando passou a ser o primeiro a colocar os dirigentes diante deste dilema. Na conversa entre os dirigentes um deles chegou a brincar: “Vender é o caminho mais fácil. Difícil é depois disso andar um dez metros sem receber um xingamento”.

Diretoria entende que valor é baixo

Nos bastidores do clube é consenso que o valor falado na imprensa é muito abaixo do esperado. Alguns dirigentes, inclusive o vice-presidente de futebol Gustavo Noronha, já se posicionaram sobre o tema. O investimento em Luiz Fernando já previa uma valorização do atleta. O próprio São Paulo colocou a prioridade em relação ao apoiador como parte obrigatória para ceder Diego Souza. O Botafogo tem convicção de que pode receber mais no futuro, ainda mais por que o atleta tem contrato até 2021 e um potencial para crescer.

A maneira como a diretoria vai se comportar em relação ao caso pode ser um termômetro para mostrar o comportamento a se esperar ao longo de toda a janela. A esperança é que, se o caminho for o da venda, que alguém do mesmo nível ou melhor chegue para repor a perda. Barroca e a torcida agradeceriam.

LEIA TAMBÉM:

Botafogo jogou ao melhor estilo Barroca
CBF não pode escalar árbitro da polêmica em jogos do Botafogo
Felipão elogia Botafogo, mas vê o problema que todos percebem
Botafogo encaminha vaga. Poderia ter matado a disputa
Barroca tem boas intenções. Problema está na qualidade do elenco
Alex Santana é muito importante para o atual time do Botafogo
Leo Valencia seria uma boa moeda de troca no Botafogo
Joel Carli já tem status de ídolo no Botafogo
Botafogo só terá centroavante em caso de troca
Gustavo Bochecha tem em 2019 seu ano decisivo
Thiago Galhardo, do Vasco, e uruguaio Navarro são oferecidos ao Botafogo
Botafogo pode corrigir erro com a saída de Kieza
Botafogo que se cuide: Mufarrej é o Rolim sem grife